Feliz 2018!


 
 
Feliz 2018!
 
Depois do golpe de Estado de 2.016, apesar de todo o meu otimismo e esperança de sempre, as coisas ficaram bem difíceis. Nunca senti minha esperança e meu otimismo tão abalados. A fome voltou no nosso país, direitos foram usurpados do povo trabalhador, as riquezas do Brasil foram entregues em jogos de barganha, conquistas sociais foram revogadas.
 
Mas o pior momento da vida ainda é um instante para melhorar. Foquei nisso e 2.017 foi um ano de muito trabalho no ofício que exerço, com amor e paixão, ao mesmo tempo. Amei ainda mais o que faço na tentativa de defender o Direito e a Justiça como instrumentos de transformação social que são, tentando fazer a minha parte para que os erros tão absurdos do Judiciário nos últimos tempos na política nacional não deturpassem a essência dessa instituição, do Direito e da Justiça. Que não deturpassem, enfim, os valores do Direito e da Justiça que eu mesma sempre acreditei.
 
Nessa trilha vivi conquistas que trouxeram felicidade e os sentimentos de que estou onde eu queria estar, fazendo o que gosto e o que acredito que tem ser feito. Estou feliz por isso, grata e cada vez mais realizada. Agradeço a vida e a todas as pessoas com quem compartilhei neste ano a grande experiência da convivência. E para 2.018 desejo que a grande virada seja a virada do povo contra o golpe de 2.016. Feliz Ano Novo!
 
Beijos,
 

        Raquel 



Veja outros artigos

22/08/2018 - Artigo sobre depressão publicado no jornal Tribuna Ribeirão
31/07/2018 - Problemas com o não fornecimento de peça de reposição para carro novo? É caso de Polícia!
25/05/2018 - Se a sociedade tem diversidade por que a maioria dos representantes do povo são homens, brancos e ricos?
17/05/2018 - Algo errado na política habitacional ou tem pessoas que gostam de viver na rua?
08/05/2018 - Decisão garante duplo registro de paternidade
02/05/2018 - Feliz por estar presa e condenada a ex-prefeita de sua cidade?
26/04/2018 - Reconstrução da mama de forma gratuita é um direito
13/04/2018 - Descumprimento das medidas protetivas da Lei Maria da Penha agora é crime
26/02/2018 - Judiciário e a separação do casal
08/02/2018 - Só o depoimento dos policiais?
Vídeos e Entrevistas
meu canal no youtube
Entrevistas em
jornais e revistas
Fotos
Blog
Facebook

escritório
Rua Cavalheiro Torquato Rizzi, 1267
CEP 14020 300Jardim IrajáRibeirão PretoSP
(16) 3013 9636 (16) 99222 7411
raquel@raquelmontero.adv.br